Primeiras Impressões: Gangsta.

reviewim

A temporada de Verão já abriu e que grande abertura teve, ao começar por este anime. Gangsta. [ギャングスタ] é um anime de mafiosos como não tínhamos à muito tempo. Mal começa (literalmente, apenas de ver a abertura) dá-nos logo a sensação de que vai ser um ótimo anime e espero que eventualmente não o arruínem ou que simplesmente não passe de uma aura.

Gangsta. passa-se na cidade Ergastulum, uma cidade completamente “podre” cheia de drogas, mafiosos e prostitutas. Numa cidade repleta de criminalidade existem sempre certos manda-chuvas que nem a polícia se quer dar ao trabalho de tentar prender. Para esses chefes criminosos é que servem os nossos personagens principais, Nic e Worick, que tratam de todos os trabalhos que os outros não conseguem ou não querem cumprir.

fantasticoA Banda Sonora

Algo que nos desperta imediatamente depois de clicarmos em “play” é o facto da banda sonora ser extremamente bonita. Nós ganhamos essa perspectiva logo ao ouvir o tema de abertura [“Renegade” de STEREO DIVE FOUNDATION] que é uma espécie de electro-rock e que juntamente com o vídeo bastante colorido, dá um tom psicadélico que combina muito bem com alguns temas retratados no anime. Depois de termos essa impressão, o anime confirma as nossas expectativas, várias vezes durante o decorrer do anime. Este projeto dá a devida importância que qualquer anime deveria dar à música pois tem um impacto muito forte. Por vezes o anime passa um estilo de jazz com rock mais clássico que nos cria um ambiente muito agradável, é quase como se estivéssemos num bar e outras vezes um rock com mais foco na bateria que se enquadra perfeitamente no ambiente. Os meus parabéns ao grupo Tsutchie pela composição da música e ao diretor de som Yukio Nagasaki pelo ótimo trabalho. O tema de encerramento não é excepção, também apresenta muito boa qualidade numa música mais calma ao som de uma guitarra acústica [“Yoru no Kuni (夜の国)” de Annabel].

TemáticaS

Devido às suas temáticas, este anime tem uma categoria de seriedade muito pesada, o que faz com que nem toda a gente consiga aproveitar este anime ao máximo. Mas a verdade é que as temáticas apesar de serem bastante sérias (como as drogas, a violência, a “gore”, a sexualidade, a prostituição, assassínio, corrupção, etc) estas encontram-se muito bem aproveitadas e fazem deste anime um bom representante do género. Atenção a quem ainda vai ver o anime, quem não aprecia/tolera violência de qualquer tipo (sexual, física ou psicológica) então este anime não é para vocês. Esta série contém cenas sexuais explícitas, apesar de não se ver nada, percebe-se bem o que está a acontecer e isto não é ecchi ou fanservice, nós vemos o que está a acontecer e pensamos “fogo, isto é marado”, o que mostra que este anime não veio com brincadeiras.

Visuais

Este anime é produzido pela Manglobe, o estúdio que esteve também presente na produção de Deadman Wonderland e por isso já está habituado a trabalhar com visuais sangrentos. A paleta de cores utilizada é apropriada para o género e apresenta todas as suas cores com uma certa palidez, como se o ambiente estivesse sempre cheio de fumo. Os cinzentos, pretos e outras cores escuras são muito comuns neste anime, apesar de o branco ter um papel bastante importante no destaque da protagonista feminina.

Nic e Worick

Nicholas e Worick são a nossa dupla de protagonistas e são eles que tornam este anime mais único. Estes “Naughty Boys” formam o grupo Benriyauma espécie de “homens das limpezas” que pegam no trabalho sujo que as outras pessoas não conseguem fazer. Worick é o cabecilha dos Benriya, é um tipo que leva tudo de espírito leve mas que não é menos sério no seu trabalho por causa disso. Ao contrário de Worick temos Nicholas, ‘Nic’, que é o maestro da ação toda (durante o primeiro episódio). Ele é um psicopata com uns toques de sádico e é ele que trata do “trabalho” em si. O ditado “don’t bring a knife to a gunfight” (não tragas uma faca para um tiroteio) não significa nada para ele, pois ele atravessa todos os seus inimigos com a sua preciosa katana. Para evitar minor spoilers não vou comentar mais nada quanto ao seu estado físico. Quero congratular o trabalho do seiyuu Kenjirou Tsuda que fez um ótimo trabalho.

menos-bomBlack Lagoon??

Gangsta. e Black Lagoon partilham as mesmas temáticas e por isso ver Gangster faz-nos pensar que o género do anime pode ser pouco original. Ao vermos esta anime temos sempre a sensação de que já a vimos em algum lado. As personagens têm as suas semelhanças (Worick com Dutch e a sensação de que a Alex vai ficar como a Revy) mas também pouco se pode fazer quando se quer criar um projeto deste estilo em que apesar de haver muita matéria fica difícil criar algo original. Apesar disso as histórias tendem a tomar rumos completamente diferentes e mesmo que a ação seja similar à de Black Lagoon, na verdade não me importa, porque esse é um ótimo anime e com algumas das melhores cenas de ação de todas.

avaliaçao

A minha ‘primeira impressão’ é de que este vai ser um fantástico anime, com boa animação, música e um enredo interessante e tenho altas expectativas para o seu desenvolvimento. O primeiro episódio serviu para nos mostrar o que podemos esperar desta série. Muita ação, muito sangue e cenas fortes, este anime veio para marcar a sua posição e até agora cumpriu o seu dever como um dos animes mais esperados desta temporada.

Images © Kohske/Comic@Bunch , Gangsta. Production Committee.

Se gostaram desta análise ou se quiserem dar as vossas opiniões e/ou sugestões façam-no nos comentários ou na nossa página do facebook. ^^

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s