Primeiras Impressões: Temporada de Inverno 2016

Untitled-1

Agora que todas as séries que planeio seguir esta temporada saíram (não é Ajin?) acho pertinente fazer um sumário do que os primeiros episódios nos apresentam.

Esta temporada está repleta de sequelas interessantes, sendo que estas representam metade das novas séries que planeio acompanhar esta temporada.

AJIN

Hs3j8Kh.jpg

Altamente antecipado pelos fãs do mangá original, Ajin apresenta-se como uma série de aventura, mistério e horror.

O estúdio Polygon Pictures faz juz ao nome com um estilo de animação 3D de flutuante qualidade que, contudo, é das melhores tentativas recentes a um anime completamente animado desta forma, apesar de estar longe de competir com animação tradicional.

A história, até agora, apresenta-se relativamente simples. Contudo existem alguns problemas de incoerência a nível do mundo envolvente e do funcionamento desta sociedade que devem ser desenvolvidos para que a série seja digna de qualquer mérito na exploração dos temas que apresenta.

Avaliação

A principal questão no meu espírito é se Ajin realmente conseguirá superar os seus atuais problemas e explorar ao máximo o que pode fazer com o mundo e as personagens que criou. Só o tempo dirá.

Clica para veres as Primeiras Impressões: Ajin

MyAnimeList: Ajin


AKAGAMI NO SHIRAYUKI-HIME 2ª TEMPORADA

(“SNOW WHITE WITH THE RED HAIR 2nd SEASON”)

Episode_thumbnail.jpg

Uma vez mais o estúdio Bones leva-nos ao adorável reino de Clarines, onde reencontramos Shirayuki, Zen e todos os outros personagens à medida que estes continuam  a levar as suas vidas no palácio.

O principal problema que encontrei com a primeira temporada foi o facto de a ter sentido como uma prequela, nada de especial aconteceu apesar de ter estabelecido bases sólidas para as interações entre personagens e para o romance poder ser desenvolvido de forma natural sem parecer forçada, algo que nem todos os romances atualmente não têm o cuidado de fazer.

O facto de já conhecermos as personagens permitiu a introdução de uma nova etapa da história logo desde o início, o que também pode resolver os problemas de história-episódica-crónica que assolavam a temporada anterior.

A qualidade da execução mantém-se, tanto visualmente como na forma de áudio, proporcionando uma atmosfera agradável.

Pessoalmente não sou grande fã de romances e slice of life (é medieval mas não deixa de ser slice of life) contudo Akagami no Shirayuki-hime consegue contornar os meus problemas com esses géneros ao desenvolver relações interpessoais lenta mas naturalmente (se descontarmos a forma como os personagens principais se conheceram, mas o efeito conto de fadas faz com que eu deixe passar, principalmente porque essa carta nunca mais é jogada) e a introduzir desafios quotidianos interessantes na vida dos personagens.

Akagami no Shirayuki-hime_AnimeAvaliação

Estou interessada em ver até onde é que o romance vai ser desenvolvido e se o triângulo amoroso (que toda a gente que viu a primeira temporada sentiu) sempre vai a algum lado ou não.

Clica para veres as Primeiras Impressões: Akagami no Shirayuki-hime (Primeira Temporada) 

MyAnimeList: Akagami no Shirayuki-hime 2nd Season


ANSATSU KYOUSHITSU 2ª TEMPORADA

(“ASSASSINATION CLASSROOM 2nd SEASON”)

assassination-classroom.png

A segunda viagem ao passado é com Ansatsu Kyoushitsu que não só nos devolve ao exato mesmo universo, como faz questão de ser uma direta continuação do antecessor, quase frame por frame.

Não há muito a dizer acerca desta nova temporada até agora, se gostaram da primeira temporada esta deve continuar a ser do vosso agrado uma vez que é basicamente a mesma fórmula comédia/ação em que no fim do dia nada realmente acontece, mas é engraçado enquanto dura.

Dúvido que a série resolva os problemas que tive com ela com esta nova temporada, uma vez que o principal é a premissa em si: é necessário matar Koro-sensei antes que ele destrua o planeta, mas nem os alunos nem a audiência querem que isso aconteça à medida que nos apercebemos que ele realmente se preocupa com os alunos. Este fator em si faz com que a história esteja comprometida desde o início e a única solução viável é fazer o alienígena mudar de planos a cerca da sua intervenção no futuro da Terra.

Outro problema que eu encontrei foi o facto de acerta altura a serie ter tomado uma vertente mais ligada ao desenvolvimento dos alunos (secundários) na turma, nunca gastando tempo suficiente em nenhum deles para que eu realmente me lembrasse das suas caras e nomes no episódio seguinte. Este é um problema que a segunda temporada pode resolver, contudo não sei até que ponto o anime está disposto a fazer isso outra vez, por isso não tenho grandes espectativas.

610239Avaliação

Seguindo a fórmula da temporada anterior, espero mais senseless fun de Assassination Classroom. Fazendo este parte do tipo de entretenimento que só funciona com o cérebro meio desligado. As minhas espectativas também não são muito elevadas, por isso pode ser que me surpreenda.

MyAnimeList: Ansatsu Kyoushitsu


BOKU DAKE GA INAI MACHI

(que responde pelo nome “Erased”, apesar da tradução literal do título ser algo do género: “The town where only I am missing” ou “A cidade onde apenas eu não existo”)

Boku-dake-ga-Inai-Machi-01-01.jpg

Baseado num mangá do mesmo nome, Erased trata de Fujinuma Satoru que, por razões desconhecidas, tem a capacidade de retroceder no tempo de modo a evitar acidentes e catástrofes, dando a este fenómeno o nome de “Revival”.

Adaptado pelo estúdio A-1 Pictures, é um anime visualmente agradável, tudo se move de maneira coerente e fluida dentro do estilo adotado. As diferentes paletas de cores são usadas de forma inteligente de modo a criar atmosferas vívidas. A história tem uma ideia interessante apesar de não propriamente original, tendo de se desenvolver  de forma a não tornar a própria premissa redundante.

Quando lidamos com time resets (retrocessos no tempo) é necessário cuidado e planeamento para que a história se mantenha linear apesar da descontinuidade em que é apresentada e para que problemas como a destuição continuum espaço-tempo da história não aconteça (como é tratado em detalhe em Steins;Gate). Isto para dizer que, quando uma personagem passa a vida a voltar a atrás no tempo para fazer pequenas correções na direção do mundo à sua volta e depois essa mesma personagem é enviada atrás no tempo para um tempo antes de todas essas correções faz com que basicamente todos os “Revivals” que Satoru experienciou até então se anulem.

Vários fatores tornaram necessária a presença do Satoru de 29 anos neste regresso ao passado de à 18 anos, contudo isto implica que: ou o personagem terá de voltar a viver os 18 anos que andou para trás no futuro (voltando a corrigir os acidentes à medida tal como tem feito até agora) ou é vitima do um efeito contrário ao “Revival” que o transporta para um ponto no tempo mais a frente daquele em que ele se encontra (algo que ainda não foi discutido na série como possível).

Existem problemas adjacentes a qualquer uma das opções: caso o personagem seja sujeito a reviver 18 anos da sua vida pode incorrer em problemas mentais; caso o personagem consiga fazer fastfoward para o seu tempo de origem nada garante que o resultado será o mesmo, pois como já teorizado no passado, alterar o “passado” alterará a situação presente e possivelmente o futuro a partir desse ponto (tal como explicado no paradoxo do “Avô”, em que se voltares atrás no tempo e matares o teu avô, por causa e efeito, a tua existência deixa de ser logicamente possível. Tudo se torna paradoxal, a partir do momento em que se não existes porque mataste o teu avô não podes matá-lo, contudo se não existires, o teu avô tem o teu pai que te tem a ti logo voltas a existir).

boku-dake-ga-inai-machi-kadokawa-sawlyn-cover
Avaliação

Apesar de estar condicionado por problemas lógicos e paradoxais, viagens no tempo são um campo com imensa liberdade pois como ninguém sabe como funcionará, estando por isso aberto a diversas interpretações criativas. Misturando isto com o lado de história que se foca mais na resolução do mistério que Satoru tem em mãos temos um mix que eu quero ver como vai ser manejado.

MyAnimeList: Boku dake ga Inai Machi


DAGASHI KASHI

Mori-Dagashi-Kashi-01-7CD8C64B.mkv_snapshot_07.45_2016.01.08_18.48.27

Baseado num mangá com o mesmo nome, Dagashi Kashi conta a história de Shikada Kokonotsu, cujo pai quer que ele herde a loja de doces da família apesar do jovem veemente recusar a ideia pois sonha ser mangaká (artista de mangá) em vez disso.

Com a proposta de Shidare Hotaru, herdeira de uma grande companhia de doces, para que o pai de Kokonotsu trabalhe para ela, esta impõem a condição de apenas aceitar se ela convencer o rapaz a herdar a loja de doces, que o proprietário não quer ver fechar.

A comédia e as relações interpessoais entre as personagens envolvidas são fáceis de compreender, mesmo quando não fazemos ideia do que eles estão a comer ou de que estão a falar, o que faz com que se crie uma empatia com as personagens rapidamente.

A animação, pelo estúdio Feel, é colorida mas mediana na maior parte do tempo, mudando de tom e estilo para se adaptar às diferentes personagens em cena e às diferentes emoções que tenta transmitir, funcionando para o tipo de show que Dagashi Kashi é.

19ch43uAvaliação

Não espero que a história vá a algum lado, mas também não era por isso que queria ver algo deste género. As personagens são interessantes e relativamente originais (tirando o personagem principal) construindo uma série pela qual quero ver sempre mais um episódio.

MyAnimeList: Dagashi Kashi


 

GATE: JIETAIN KANOCHI NITE KAKU TATAKAERI 2ª TEMPORADA

(“GATE: THUS THE JSDF FOUGHT HERE! 2nd SEASON”)

gate_thus_the_JSDF_fought_there-anime-wallpaper-1920x1080

Esta temporada de Gate começa mais ou menos onde a anterior nos tinha deixado. Continuamos a seguir nas pegadas da JSDF nas suas tentativas de estabelecer um tratado de paz com o império do reino do outro lado do portal.

Nestes 2 primeiros episódios o foco está  em trazer mais à luz a cultura deste novo mundo, deixando para segundo plano algumas das personagens que durante a temporada anterior acompanhavam os militares (aka o harem de fetiches ficou em casa). O papel social de coisas como violação ou doenças sexualmente transmissíveis conferem não só um sentimento de realismo como também ajuda a série a assumir um tom mais maturo, à medida que se torna mais centrado em questões políticas e de gestão de nações do que de ação e demonstrações de força bélica, como é exemplo a discussão entre os dois principais herdeiros do tronos do reino sobre quem o atual rei escolheria para o suceder (no segundo episódio).

GATEdAni1Avaliação

A série ainda está longe de poder ser considerada séria e é difícil leva-la como tal, contudo se esta temporada continuar como se apresenta pode chegar lá perto. Não conheço o material original, por isso não sei que rumo as light novels vão levar o anime a tomar caso este se mantenha fiel. Não é a minha prioridade pessoal esta temporada mas apresenta-se, de longe, mais promissor que a primeira temporada.

Podem ver a anterior publicação sobre GATE (Anime vs Mangá) escrito por António Santos

MyAnimeList: GATE 2nd Season


KOYOMIMONOGATARI

Koyomimonogatari-imagem-destaque.jpg

Koyomimonogatari é a oitava parte da franquia que é atualmente o cartão de entrada da Shaft quer a nível técnico quer de identidade do estúdio.

O ONA adapta 12 short stories representativas dos 12 meses do ano, uma vez que o título pode ser tanto traduzido como “Story of the Narrator” ou “Calendar Story”. Estas histórias intervalam com as contadas nas outras adaptações, sendo que se passam desde a primavera do último ano do secundário das personagens até aos exames de entrada na faculdade.

Não recomendo ver Koyomimonogatari como primeiro anime da franquia, principalmente porque uma vez que este corresponde ao último volume da série de light novels de onde Monogatari é adaptado. Assume-se que a audiência (ou o leitor) está familiarizado com o mundo e as personagens.

Avaliação

Sendo um fã desta franquia, este ONA é muito bem-vindo enquanto Kizumonogatari (a série de filmes que encerram a franquia, cujo primeiro está agora em exibição no Japão) não está disponível neste lado do mundo.

MyAnimeList: Koyomimonogatari


MUSAIGEN NO PHANTOM WORLD

(“MYRIAD COLORS PHANTOM WORLD”)

Musaigen-no-Phantom-World-Capa

 

Kyoto Animation atingiu um novo nível com Phantom World.

Apesar da elevada qualidade da animação, a história falha em manter coerência de temas e tom, somando às variadas cenas de fanservice espalhadas pelo guião que tornam muito difícil sequer tentar levar a série a sério.

A série entrou numa espiral episódica devido ao facto dos personagens terem como objetivo caçar um certo número de phantasms por episódio. Assim a parte da sinopse apresentada que apontava para os personagens desvendarem os segredos do acidente que tornou os humanos capazes de percepcionar os phantasms fica num temporário standby.

Avaliação

Definitivamente não é a jóia da temporada, com demasiado fanservice do que seria necessário e uma história com pouco potencial. A sua animação poucos pontos consegue, contudo, pode ser que com mais episódios consiga ir a algum lado.

Clica para ver as Primeiras Impressões: Musaigen no Phantom World 

MyAnimeList: Musaigen no Phatom World


 

PRINCE OF STRIDE: ALTERNATIVE

RzWUT.jpg

Esta temporada Madhouse trás-nos Prince of Stride: Alternative, que apresenta “Stride” como um desporto de equipa que funde parkour e corrida de estafetas. O estúdio continua a dar provas da qualidade das suas cenas de ação em que tudo se move de forma harmoniosa e coerente.

Até agora, quer a história, quer os personagens mantêm-se bastante fiéis ao género, sendo que o visual dos personagens esteja bastante condicionado pelas origens da história numa otome visual novel, ou seja, uma visual novel cujo público alvo são raparigas.

Avaliação

Prince of Stride prima pela qualidade da animação e pela introdução de um novo desporto como foco central chamado Stride. Este anime sofre dos mesmos problemas comuns em todos os animes do género, mas esses podem tornar-se problemas menores caso a série consiga devolver o Stride decentemente.

Clica para ver as Primeiras Impressões: Prince of Stride: Alternative 

MyAnimeList: Prince of Stride: Alternative


 

– Gostaste deste artigo? Compartilha com os amigos e deixa o teu comentário!

Para estarem sempre atualizados sigam-nos no twitter: @AniHome15
E deixem o like na nossa página no Facebook: AniHome

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s