Nisekoi – Análise Mangá

review_nisekoi_manga

Escrito por António Santos

Nisekoi (ou False Love em inglês) é um mangá da autoria de Naoshi Komi, que foi publicado pela revista Weekly Shonen Jump desde Novembro de 2011 até Agosto de 2016.

Nisekoi conta a história de Raku Ichijou um rapaz que fez uma promessa de amor há dez anos atrás. Raku lembra-se do seu juramento mas desconhece a rapariga da sua promessa e tudo o que ele tem é um pingente trancado, que só pode ser aberto com a chave da rapariga prometida. Mas descobrir quem é esta rapariga não vai ser tarefa fácil pois quanto mais tempo vai passando o harém de portadoras de chaves vai aumentando.

ALERTA SPOILERS!! Devido à sua natureza este artigo poderá conter spoilers. Se ainda não concluíram o mangá, a leitura completa deste artigo não é recomendada a quem quiser evitar spoilers, se não se importarem com isso prossigam à vontade. Se quiserem ver apenas a conclusão então scrollem até ao fim onde se encontra a conclusão.

historia

A premissa da história é suficientemente boa para manter esta interessante. O autor tenta manter sempre o mistério “quem será a rapariga da promessa?” até ao final do mangá. Este é, sem dúvida, um bom princípio mas que infelizmente não foi bem executado e por isso (para além dos clássicos clichés que existem neste tipo de séries) nós sabemos que essa premissa só se aplica a duas raparigas do grupo de oito raparigas que, a certo ponto, andam à volta de Raku. Sabendo que o resultado final é uma competição entre a Kirisaki e a Kosaki a existência do harém deixa de fazer qualquer sentido, porque não existe mistério nenhum naquelas raparigas extra. A partir daí o mangá conta com um ritmo de desenvolvimento bastante lento exibindo o seu grande bouquet de waifus de modo a alimentar as guerras entre os fãs sobre qual é a best girl.

manga_nisekoi6

Apesar da história andar bastante devagar no que toca à sua premissa, existem alguns arcos bastante interessantes que apesar de lá estarem só para dar aos fãs uns momentos Raku x Waifu, não deixam de ser bastante doces e engraçados.

Mais interessante que o enredo principal é a história entre duas personagens secundárias: Ruri e Shuu. Estes dois por si só e a sua relação fazem com que o mangá mereça ser lido. São estes dois que dão a maior parte do impulso à história de modo a esta poder andar e são eles os causadores da maior parte dos momentos interessantes de toda a história, para não falar que um dos arcos mais bonitos do mangá está directamente relacionado com eles.

personagens

Esta comédia romântica tem uma grande variedade de personagens (de outro modo não seria possível a criação de um harém) e, para não variar muito das outras séries deste género, o elenco principal é cliché e pouco interessante, a começar pelo personagem principal Raku. manga_nisekoi10

Raku é um rapaz determinado a fazer tudo pelos seus amigos, mas a sua falta de ambição e as suas indecisões constantes fazem dele um pãozinho sem sal que nos faz pensar “o que é que estas raparigas veem neste tótó?”. O problema é que esta é uma constante até ao final do mangá pois ele precisa que os seus amigos façam tudo por ele, principalmente o seu melhor amigo Shuu.

Em contraste com Raku, o seu melhor amigo Shuu é um personagem bastante mais interessante e divertido. Faz sempre o papel de brincalhão que não sabe levar nada a sério, mas na verdade está sempre a apoiar e a empurrar, não só Raku, mas todas as personagens da história. Depois temos também Ruri, a melhor amiga de Kosaki, que cumpre o mesmo papel que Shuu, apesar de ser, em termos de personalidade, completamente oposta a Shuu e que, na verdade, o chega a desprezar. Este par de personagens secundárias fazem com que o mangá mereça ser lido.

manga_nisekoi2

Depois temos as “heroínas principais” Kirisaki Chitoge e Kosaki Onodera. São as clássicas principais raparigas de harém. Kirisaki é uma tsundere com temperamento instável e é muitas vezes comparada a um gorila. A sua rival Kosaki é o oposto, é inocente e boa e está sempre preocupada em agradar aos outros, mesmo que isso signifique que ela fique a perder.

Depois temos um grande leque de raparigas para completar as guerras de fãs. Temos Marika Tachibana, a rapariga de saúde frágil que tem uma paixão louca por Raku; Seishirou Tsugumi (best girl) é uma maria-rapaz com grandes atributos que não consegue estar numa situação que exija muita interacção com o sexo oposto; Yui Kanakura que aparece para cumprir dois papeis ao mesmo tempo: a posição da irmã mais velha e da professora; E Haru Onodera, a irmã mais nova de Kosaki, que anda à procura do seu príncipe encantado. Ainda existem mais raparigas, mas o seu papel na história é tão irrelevante que não vale a pena mencionar.

manga_nisekoi11

arte

Naoshi Komi é um mangaka relativamente recente. Lançou em 2008 o seu primeiro mangá Double Arts (com vinte e quatro capítulos) apesar de ter publicado em 2007 o primeiro de seis capítulos de uma coletânea de short stories chamado Koi no Kamisama (da qual o sexto é intitulado “Nisekoi” e conta como capítulo piloto do mangá com o mesmo nome).manga_nisekoi2

Desde 2007 que a arte de Naoshi Komi se mostrou agradável mas é em Nisekoi que se pode ver o aperfeiçoamento desta sua qualidade. Apesar do mangá ter apresentado ao início um desenho mais rígido, ao longo do tempo esse traço foi mudando até que conseguiu um estilo moe muito simples mas bastante agradável. O impacto visual em Nisekoi é bastante grande pois muita da comédia desta série baseia-se em expressões faciais e Naoshi consegue executá-las com uma simplicidade máxima. Outra coisa em que Naoshi se tornou um perito foi no design de personagens moe. Existem várias situações durante a história que nos fazem ter diabetes, mas na sua maioria não são os actos dos personagens os causadores desse sentimento, é a arte! O desenho torna as personagens tão fofas e queridas que quase temos um nosebleed. De todo o projecto, a arte é sem dúvida o ponto forte. Contando que alguns capítulos exibem uma arte muito boa onde se nota a dedicação do autor à criação da cena.

manga_nisekoi4

Avaliação

Apesar dos clichés clássicos das comédias românticas e do progresso da história ser bastante lento, não posso deixar de admitir que houveram momentos durante a leitura deste mangá que me fizeram rir e emocionar, e que de uma forma geral me proporcionou um bom entretenimento. O facto de existir um harém quando sabemos claramente com quem o protagonista vai ficar é simplesmente desnecessário, mas é comestível pois as raparigas secundárias merecem mais holofote que as heroínas principais. De forma geral a história é bastante genérica, mas o mangá compensa tudo com arcos singulares interessantes, um sub-enredo melhor que o principal e uma arte boa que está cheia de expressões divertidas e fofas.

nisekoi_manga_panel

nisekoi_manga_meme1


– Gostaste do artigo? Compartilha com os amigos e deixa o teu comentário!

Para estarem sempre actualizados sigam-nos no twitter: @AniHome15
E deixem o like na nossa página no Facebook: AniHome

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s